Sérgio Moro defende regras mais ‘duras’ para sistema prisional deixar de ser ‘lenientes’ com detentos

Spread the love

Em conversa com Torquato Jardim, atual chefe da pasta do Departamento Penitenciário Nacional, Moro diz que é preciso ampliar vagas.

O futuro ministro do superministério da Justiça, Sérgio Moro, defende o “endurecimento” das penas para que o sistema prisional pare de ser “leniente” com pessoas que praticam crimes graves.

Na opinião de Sérgio Moro, pessoas que cometeram crimes hediondos, como homicídio por exemplo, deixam a cadeia antes do tempo que ele acha que deveriam cumprir a pena.

Corrupção e crime organizado

Sobre o pacote anticorrupção, que foi desfigurado pela Câmara, Moro afirma que irá resgatar parte das propostas e inserir novos itens.

“As dez medidas que foram apresentadas pelo Ministério Público estão dentro desse radar. Algumas dessas propostas serão resgatadas, outras talvez […] não são tão pertinentes como eram no passado e certamente há coisas novas que devem ser inseridas”, disse

“A ideia é um plano forte, mas simples, para que seja aprovado em um tempo breve no Congresso. Anti-corrupção e anti-crimeorganizado, são as duas prioridades da próxima gestão”, concluiu.

*Com informações do G1

Deixe uma resposta