Por que votar em Bolsonaro segundo Janaina Paschoal

Spread the love

Para a advogada, professora da USP, contra o aborto, a favor do armamento e autora do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, Janaina Paschoal, candidatura Jair Messias Bolsonaro dialoga com ‘depuração’ iniciada pelo processo de impeachment, do qual foi uma das artífices.

 

Em entrevista para o Estadão (11.07), Janaína Paschoal disse que: “Para fazer tudo o que precisa ser feito, o presidente deve ser alguém que não esteja preocupado com o que achem dele ou dela. E o Bolsonaro já provou que não está nem aí. Ele faz aquilo que acha que tem que fazer. Nós vamos precisar disso”.

 

Segundo Janaína Paschoal, Bolsonaro é muito direto, duro e contundente, porém tem o perfil que o País precisa no momento. Por não ter “teto de vidro” e não compactuar com o estabilishment, Bolsonaro é a melhor opção pois será necessária uma mudança profunda nos três poderes e somente ele, que além da moral ilibada tem a capacidade de enfrentar as mais diversas situações para que as mudanças ocorram, principalmente em termos de interesses corporativos, em termos de crime em todos os graus, principalmente se tratando da criminalidade do poder.

Janaína ressalta que a eleição de Bolsonaro significa defender a Constituição Federal. Segundo ela, “Realmente há quem diga que colocar Bolsonaro na presidência é um risco à democracia. Eu vejo como o contrário. Nós estamos, na verdade, defendendo a Constituição Federal. Essas pessoas não podem continuar achando que podem tudo, que são donas dos cargos, que podem colocar gente nos lugares que elas quiserem, que podem continuar mancomunados em manter o poder, que podem continuar agindo ilicitamente e nunca serem alcançados.”

Quanto ao PSDB, Janaína é contundente ao responder: “Eu criei muita resistência ao PSDB durante o processo do impeachment. Eu acredito verdadeiramente que, se não fosse pelo PSBD, o PT não teria se fortalecido como se fortaleceu. O PSDB sempre foi uma oposição de fachada ao PT. Para mim, o Fernando Henrique Cardoso sempre foi um entusiasta do Lula, tanto é que foi testemunha de defesa dele em todos os processos. Além disso, FHC foi opositor do impeachment até os momentos finais. E os escândalos envolvendo o Aécio Neves são imperdoáveis. Enfim, o PSDB já deu o que tinha que dar”

 

Quando questionada se Bolsonaro é misógino, Janaína Paschoal desconstrói a narrativa da jornalista, dizendo: “Eu prefiro um cidadão que se expressa e que eu possa até combater do que os politicamente corretos que lascam a mulherada e assediam sexualmente. Eu falo porque sei o que acontece dentro das universidades: vários caras esquerdistas com discursos lindos e inclusivos, mas que olham para as mulheres como pedaços de carne. Ou seja, um bando de machista disfarçado de feminista. A esquerda adora falar que o Bolsonaro é machista e misógino, mas no dia a dia os esquerdistas são até piores.”

 

Janaína ressalta o entusiasmo da esquerda para sexualizar a infância. Segundo ela, a esquerda se entusiasma demais com a sexualização das crianças.

Deixe uma resposta