Ossada encontrada NÃO são os desaparecidos do Regime Militar

Tem sido vinculado nesta última semana uma foto com uma ossada, com a afirmação que são os desaparecidos do Regime Militar (1964-1985). Porém é mentira. Por desonestidade ou ignorância, a mentira vem sendo propagada.

Mas tal ossada se encontra na Argentina. Tais desaparecidos eram combatentes da ditadura militar que assolou o país nos anos de 1976 a 1983.

Link da matéria original: https://www.bez.es/786360729/El-Equipo-Argentino-de-Antropologia-Forense-referente-mundial–en-la-identificacion-de-los-restos-d.html



Aproveito para esclarecer mais uma mentira que esta sendo divulgada por grupos de esquerda.

A foto de uma cadeira de tortura, creditada ao Regime Militar brasileiro.


Porém, a mencionada cadeira é da Europa Central e foi usada em tribunais até o ano de 1846.

Que tal pesquisarmos mais e passar menos vergonha propagando mentiras?



About Camila Abdo

Jornalista (MTB - 0083932/SP; Associação Brasileira de Jornalista -ABJ- 2457) , com cursos nas áreas de jornalismo digital, jornal impresso, fundamentos do jornalismo, jornalismo investigativo, assessoria de imprensa e comunicação interna. Estudante de direito (Unip) e história (Anhanguera), possuo diversos cursos de especialização na área de psicologia/psicopatologia, entre eles: urgências psiquiátricas, perícias criminais, psicopatologia da infância e adolescência, transtornos de personalidade, terapia cognitivo-comportamental, psicanálise: teoria e técnica, gestalt terapia, criminologia, sexualidade - normal e patológica, psicofarmacologia, psicologia forense, neuroanatomia, abuso sexual infantil, predadores sexuais, psicologia social e violência doméstica, enfermagem em saúde mental, medicina legal e psicologia penitenciária. Certificado INBOUND pela HUBSPOT ACADEMY. Meu canal: https://www.youtube.com/c/CamilaAbdoCalvo

View all posts by Camila Abdo →

One Comment on “Ossada encontrada NÃO são os desaparecidos do Regime Militar”

  1. O pessoal das Forças Armadas não vai processar quem divulgou estas mentiras? Se não, são um bando de covardes. Demorou para processar a Globosta contra calúnia e difamação.

Deixe uma resposta