O bebê canadense sem sexo




Um bebê canadense de oito meses é o primeiro no mundo a ter um cartão de saúde sem a marcação do gênero. Kori Doty gerou a criança, porém, é uma pessoa transgênero não-binária, ou seja, que não se identifica nem como homem nem como mulher e quer que a criança descubra o próprio gênero.

O cartão do bebê de Kori tem a letra U onde há espaço para colocar o sexo da criança, o que significa “indeterminado”, em inglês undetermined. Kori também está tentando omitir o gênero da criança na certidão de nascimento.

Searyl Atli nasceu na casa de um amigo dos pais, na Colômbia Britânica. Kori acredita que uma inspeção visual não é o suficiente para determinar o gênero que a pessoa terá ou se identificará no futuro, por isso busca tirar a opção “sexo” de todos os registros oficiais.

Transgênero: 

Pessoa que se identifica com um gênero diferente daquele que lhe foi designado ao nascer

Não-binário:

Pessoa que não se identifica nem como homem nem como mulher




“Estou criando Searyl de uma forma que até que tenha o senso de si e comando de vocabulário para me dizer quem é, eu reconhecerei como um bebê e vou dar todo amor e suporte para que seja a pessoa mais completa possível, fora das restrições que vem com a caixa de menino ou menina”, explicou Kori Doty, de acordo com o portal de notícias da BBC.

Kori trabalha com educação comunitária e é parte da coligação Gender-Free ID (carteira de identidade sem gênero, em tradução livre). Kori acredita que as pessoas que se sentem diferentes do gênero que lhe deram no momento do nascimento passam por muitos problemas na hora de mudar os documentos.

“Quando eu nasci, médicos olharam para minha genitália e fizeram suposições sobre quem eu seria e esse tipo de atribuição me seguiu e seguiu a minha identificação durante toda minha vida. Essas suposições estavam erradas e eu acabei tendo que fazer muitos ajustes desde então”, contou.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...