Moro diz que ministro do governo de Bolsonaro que vier a sofrer denúncia ‘consistente’ de corrupção deve ser afastado – assista a entrevista

Spread the love

Responsável pela Operação Lava Jato, Sérgio Moro, o magistrado que conseguiu prender um dos maiores criminosos do Brasil – o ex-presidente Lula – defende que, caso algum ministro do governo Bolsonaro seja acusado de corrupção, será afastado e denunciado.

PARANÁ – Juiz Sérgio Moro, ao ser questionado pela jornalista da Rede Globo, se irá analisar e fazer juízo de valor caso algum ministro seja denunciado por corrupção, o magistrado garantiu que irá aconselhar Jair Bolsonaro a demitir o ministro e que “provavelmente”, se envolverá no processo.De acordo com o magistrado e futuro ministro, Bolsonaro o garantiu que “ninguém seria protegido se surgissem casos de corrupção dentro do governo”.

Sérgio Moro ressalta que: “Ou algum outro conselheiro. O que me foi assegurado, e é uma condição, não é bem uma condição, não fui estabelecer condições. Mas eu não assumiria um papel de ministro da Justiça com risco de comprometer a minha biografia, o meu histórico”.

Moro afirma que o grande incentivo para que aceitasse o cargo foi a possibilidade de implantar a agenda anticorrupção e anticrimeorganizado.

“O grande motivador dessa aceitação do convite foi a oportunidade e ir a Brasília numa posição de poder elevada e ministro da Justiça e poder implementar com essa posição uma agenda anticorrupção e uma agenda anticrime organizado que não se encontra ao alcance de um juiz de Curitiba, mas podem estar no alcance de um ministro de Brasília”, contou.  

Entrevista de Sérgio Moro ao Fantástico da Rede Globo no dia 11.11.2018


*Com informações do G1

TAGS: #SergioMoro #EntrevistadeSergioMoro #MinistrodaJustiça

Deixe uma resposta