Margaret Sanger – Eugenista e ícone feminista. Criadora da Parenthood que vendia órgãos e tecidos de bebês assassinados.





“Como defensores do controle da natalidade, os eugenistas, por exemplo, estão tentando ajudar na corrida para a eliminação dos inaptos.”  Estas são as palavras de Margaret Sanger que é reverenciada como uma grande ativista em prol das mulheres de todo o mundo.

Margaret Louise Higgins (Corning, 14 de setembro de 1879 — 6 de setembro de 1966) foi uma enfermeira, sexóloga e feminista norte americana do aborto e esterilização como método de extermínio da população negra e para evitar nascimentos de crianças negra americanas. Foi frequentemente criticada por suas opiniões eugênicas como a proposta de OBRIGAR o aborto em mulheres afro-descendentes para exterminar a população negra dos Estados Unidos, permanece um ícone do eugenismo.

(1879­1966), criou o grupo Planned Parenthood. Uma organização sem fins lucrativos foi fundada em 1916, quando Sanger abriu a primeira clínica de aborto nos Estados Unidos, no bairro do Brooklyn, em Nova Iorque, cuja população era quase na totalidade negra. Brooklyn, passado quase um século, ainda tem a maioria negra. (Ano passado descobriu-se que tal organização estava vendendo tecidos de fetos abortados)

Leia Mais:
‘Isso não é um bebê. É um aborto!’:
A tragédia de bebês nascidos vivos
durante a prática do aborto

Foi presidente da ‘International Planned Parenthood Federation’, de 1952 a 1959, que tinha sede na Índia, e faleceu em 1966, sendo considerada por muitos como a fundadora do moderno movimento do controle de natalidade.

Profissionalmente, além de racista, Sanger era uma enfermeira que testemunhou perante o Senado dos Estados Unidos em 1916 para incentivar a formação do “Population Congress”, que procurava empregar a eugenia negativa para proporcionar uma ‘verdadeira humanidade’, cuja ideia básica era eliminar todos os impróprios e inaptos. Sua ideia de segregação forçada, para os cidadãos americanos, eram comumente defendidos pelos “progressistas” que procuravam alcançar uma raça superior e mais inteligente.

Em sua autobiografia, se orgulha de possuir fortes ligações com o grupo de mulheres racista da Ku Klux Klan, e como foi ascender socialmente: “Eu aceitei um convite para conversar com o ramo das mulheres do Ku Klux Klan… Eu vi pela porta figuras sombrias desfilando com bandeiras iluminadas… Eu fui escoltada para a plataforma, e começaram a falar… No final, através de ilustrações simples eu acreditava que tinha conseguido o meu propósito. Uma dúzia de convites para falar com grupos semelhantes foram proferidas.

Em Um Plano para a Paz (1932), p. 106, Sanger propôs a criação de um departamento no Congresso Americano para:

Manter as portas da imigração fechadas à entrada de certos estrangeiros cuja condição seja reconhecidamente prejudicial à força da raça, tais como retardados mentais e disléxicos, idiotas, lentos, loucos, portadores de sífilis, epiléticos, criminosos, prostitutas profissionais e outros nesta classe barrados pela lei de imigração de 1924. Sanger, “A Plan For Peace”, Birth Control Review, April 1932, p. 106

 

E, seguindo:

Aplicar uma estrita e rígida política de esterilização e segregação àquele grau da população cuja prole já seja manchada por algum defeito ou cujas características genéticas passadas de pai para filho sejam tais que traços censuráveis possam ser transmitidos aos descendentes. Sanger, “A Plan For Peace”, Birth Control Review, April 1932, p. 106

Apesar disso Sanger, ironicamente, negava que o aborto era uma boa ideia , mesmo sendo a responsável pela primeira clínica de aborto dos Estados Unidos, ela o considerava muito perigoso para as mulheres, além de ser ilegal na época. Seus esforços no sentido da contracepção, que incluíram a obtenção de financiamento para pesquisas que levariam à criação da pílula, tinham como foco tornar o aborto menos necessário.

Ao fundar a Liga Americana de Controle de Natalidade, em 1921, com vista a tornar o planejamento familiar mais acessível à classe média, ela incorporou aos princípios fundadores os seguintes dizeres.

Nós sustentamos que as crianças devem ser:

(1) Concebidas em amor

(2) Nascidas de um desejo consciente da mãe

(3) E geradas apenas em condições que possibilitem uma descendência sadia. Assim, sustentamos que toda mulher deve possuir a liberdade e o poder de prevenir a concepção até que essas condições sejam satisfeitas.

Uma mulher digna de ser ícone hein??

Feministas -> Querem apenas a degradação moral e a extinção da moral, não importa quem elas tem que matar neste caminho….

Sobre a venda de órgãos protagonizada pela Parenthood

Em 16.07.2015 tivemos a chocante noticia de médicos da clínica de aborto vendendo tecidos e órgãos de bebês assassinados.

Vídeo feito com câmera escondida e que mostra diretora da Planned Parenthood falando de preços, métodos e quais tecidos são mais procurados, será investigada pelo Congresso americano

WASHINGTON — Líderes republicanos da Câmara dos Estados Unidos anunciaram investigação da ONG pró-aborto Planned Parenthood, um dia depois de ativistas anti-aborto divulgarem um vídeo em que a médica Deborah Nucatola, diretora principal de serviços médicos da Planned Parenthood, explica como vende tecido fetal a “preços razoáveis”, enquanto almoça num restaurante. O vídeo, divulgado pelo Centro para o Progresso Médico, foi feito com câmera escondida, contou com dois atores que fingiram interesse na compra de órgãos para pesquisa.

 

Segundo Deborah, os preços dos tecidos e órgãos do bebês abortados variam entre US$ 30 e US$ 100, dependendo do tipo. E que esses valores cobrados servem para bancar os custos com preservação, transporte ou envio.

Afirma ainda que “vende tecidos de fetos pós-parto e cadáveres, incluindo os fígados fetais e as células-tronco do fígado”. E que os fígados fetais são muito procurados, assim como placentas, cordão umbilical, pele, tecidos e tumores doente. No vídeo, ela ainda cita um informe no site de outra marca, a StemExpress, da Califórnia, que se descreve como “a maior fornecedora de sangue materno e tecido fetal do mundo”.

O grupo com sede na Califórnia responsável pela captação das imagens, o Centro para o Progresso Médico, o fez em parceria com outro grupo anti-aborto, o Live Action.

Um porta-voz da Planned Parenthood, Eric Ferrero, disse por meio de comunicado, que a organização ajuda os pacientes que querem doar tecidos para pesquisa científica e que o fazem “como qualquer outro fornecedor de saúde, com consentimento completo do paciente, sob os mais altos padrões éticos e legais e sem nenhum benefício financeiro para o paciente e ou para ONG”.

Pesquisadores de universidades com centros médicos que realizam abortos podem obter tecidos fetais, mas empresas privadas também atuam como intermediários, vendendo para os pesquisadores. O Instituto Nacional de Saúde dos EUA, por exemplo, gastou US$ 76 milhões em 2014, em pesquisa envolvendo tecido fetal humano, e espera gastar a mesma quantia este ano.

Ao jornal The New York Times, Susan Fisher, que dirige o programa de células-tronco embrionárias humana da Universidade da Califórnia, em São Francisco, disse que esses tecidos são muito valiosos para se estudar o desenvolvimento humano e descobrir como eles funcionam.

— Podemos reprogramar células da mesma maneira para reparar processos de doença? Podemos ter uma melhor compreensão do tipo de desenvolvimento descontrolado que acompanha alguns tumores? — questiona a pesquisadora, que emenda: — Um monte de mulheres quer fazer essas doações na esperança de que possamos ter informações úteis a respeito.

Arthur Caplan, diretor de ética médica da NYU Langone Medical Center, afirmou que a prática descrita por Deborah no vídeo é claramente antiética. Isso porque a diretora da ONG explica no vídeo como é feito o procedimento com o objetivo de preservar os tecidos fetais.

— Você não pode, não deve, alterar a forma como ou quando se faz um aborto apenas para obter os tecidos que quer. Basicamente, a única preocupação é a saúde e a segurança da mãe — opinou Caplan, que acredita que a ONG deve ser investigada por peritos independentes e não por candidatos a presidência do Congresso.

Veja o vídeo da negociação:

As 5 citações seguintes refletem as convicções de Margaret Sanger.

  1. “Não é necessário que circule a ideia de que queremos exterminar a população negra”

Como revela uma de suas cartas ao Dr. Clarence Gambler, datada de 19 de dezembro de 1939, Sanger incentivou a esterilização de pessoas consideradas “inaptas”, como os negros, as minorias étnicas, os doentes e os deficientes. De acordo com a organização norte-americana Live Action, o Instituto Guttmacher (antiga divisão de pesquisa pró-aborto do planejamento familiar) estimou que os afro-americanos eram cinco vezes mais propensos a recorrer ao aborto que os brancos. As clínicas de “planejamento familiar” foram estrategicamente implantadas, portanto, nas comunidades de negros e minorias étnicas. Ainda hoje, 37% dos abortos são praticados pelos membros da comunidade negra, que representa, porém, apenas 13% da população dos EUA.

  1. “Eu aceitei o convite para entrar em contato com o ramo feminino da Ku Klux Klan”

Esta citação vem de um discurso de Margaret Sanger em 1926 durante reunião da Ku Klux Klan em Silver Lake, New Jersey, transcrito em sua autobiografia (A autobiografia de Margaret Sanger). “Eu fui escoltada até a tribuna, fui apresentada e então comecei meu discurso… Acho que, no fim, alcancei o meu objetivo por meio de ilustrações simples”.

  1. “Eles são (…) as ervas daninhas da humanidade”, “reprodutores irresponsáveis”, “geram (…) seres humanos que jamais deveriam ter vindo ao mundo”

No livro “Pivot of Civilization”, Sanger se refere aos pobres e aos imigrantes explicando que, no caso deles, a “caridade” se baseia no erro ideológico.

  1. “O controle dos nascimentos consiste, nem mais nem menos, na eliminação das pessoas inadequadas”

É em escritos como “A ética e o controle dos nascimentos” e “O controle dos nascimentos e a nova raça” que Sanger afirma que o controle da natalidade procura principalmente produzir uma “raça mais própria”, eliminando quem ela considera “inadequado”.

  1. “Acho que o maior de todos os pecados é trazer filhos ao mundo”

Esta citação vem de uma entrevista de 1957 com o jornalista Mike Wallace: “Eu acho que o maior de todos os pecados é trazer filhos ao mundo – que têm doenças por causa dos seus pais, que não terão a chance de se tornarem seres humanos dignos desse nome. Delinquentes, prisioneiros, todo tipo de coisa que já está inscrito no nascimento. Esse, para mim, é o maior pecado que se pode fazer”. Como solução, Margaret Sanger preconizou que cada família americana pedisse permissão ao governo para ter um filho. Ela já tinha declarado à revista America Weekly em 1934: “Tornou-se necessário estabelecer um sistema de permissão de nascimentos”.

Esta pensando em abortar? Veja esse vídeo. por taligadocurta

Se depois de tudo isso você ainda pensa em abortar… Escrevi isso pra você:

Amiga, calma! Sei que no momento você esta desesperada e tudo esta confuso. Você esta com medo… Eu sei! Eu passei por isso. Medo, solidão… Insegurança. Instabilidade financeira, o emocional destruído e tudo a sua volta parece desmoronar. É… O chão sumiu… Cadê o chão? Cadê o eixo? Por que as coisas chegaram a esse ponto? Aliás, como eu vim parar aqui?

Mas mantenha a calma. Isso é só uma fase. Hoje as coisas podem estar ruim, amanhã o sol vai brilhar. Pode ter certeza.

Talvez as coisas não estejam financeiramente ruins… Talvez você seja uma adolescente classe média/alta ou uma jovem adulta e não quer estragar a sua vida nesse momento. Acredite: Essa história que filho atrapalha e estraga a vida É MENTIRA DE GENTE INCAPAZ DE AMAR E SE DOAR. De gente egoísta.

Vou te contar uma coisa antes de você tomar qualquer decisão:  O bebê vai chorar e você vai dormir muito mal… Ele vai chorar e você vai trocar a fralda, dar leite, dar banho, massagear a barriguinha e nada aplaca o choro. Provavelmente você vai ficar entre o esgotamento e o desespero de tentar descobrir o que dói tanto… Talvez seja frio? Calor? Gases? Nossa… Mas isso é por pouco tempo.

Sabe o que vem depois? Vem o primeiro sorriso, o primeiro sentar, o primeiro engatinhar e, os primeiros passinhos. Isso vai te transbordar de alegria.

Ás vezes vai bater aquela sensação sufocante de solidão. Não vou mentir para você! Não seria justo da minha parte mentir pra ti… A lágrima vai cair e você sabe quem vai estar do seu lado fazendo gracinhas pra te animar ou dormindo bem seguro e quentinho nos seus braços? Não são seus amigos de baladas e nem o lixo que te largou na mão… Vai ser o teu filho.

É ele que vai segurar a tua mão, com aquelas mãozinhas quentes e te olhar com amor e confiança. É ele, teu filho, que vai estar ao teu lado EM QUALQUER SITUAÇÃO!.

Você pode estar descabelada, com bafo, unha pra fazer, sem banho e a casa de cabeça pra baixo… A comida pode estar meia boca (ou fast food) ou qualquer lixo cheio de gordura e sódio, ele ainda vai dizer que você esta linda, que a comida esta gostosa e que ele te ama.

É teu filho que, quando os amigos de balada seguirem suas vidas e todo aquele barulho, gente dançando e beijos sem sentimentos perderem o sentido, estará contigo. Não é aquele boy magia, não é aquela amiga super popular… é aquele serzinho tão dependente de você, que esta crescendo e te ensinando o que é amor de verdade. O que é se doar genuinamente.

Talvez você já tenha filhos e saiba de tudo isso… Mas pense: Seus filhos são iguais? Ou cada um tem o seu jeito especial, seu sorriso e a sua forma de mostrar o quanto você é a mulher mais perfeita do mundo? Que você é a heroína deles? Talvez seja esse que esta em teu ventre que será a tua verdadeira mudança de vida.

Talvez você sofra violência doméstica, não tem apoio de ninguém e não sabe o que fazer… Calma. Talvez seja esse bebê que vai mudar a sua realidade. Vai te dar forças pra sair da tua casa, pra buscar o melhor, pra mudar toda a tua realidade.

Moça, eu respeito a tua decisão de matar uma vida… Mas você poderia respeitar essa vida que esta dentro de você.

Talvez você realmente não queira ser mãe de jeito nenhum e acha que não nasceu pra isso ou não esta preparada… Linda, acredite: Ninguém esta! NINGUÉM. O amor e a “pegada” de ser mãe, vem com o tempo, com o convívio… Não desista.

Talvez você tenha desistido, então procure uma família que queria fazer a adoção indireta e dê uma chance dessa criança nascer e de uma mulher ser a mãe que você não quer ser.

Talvez, só talvez, pense que não é um amontoado de células e sim uma vida que esta se desenvolvendo. E pense que se você engravidou, Deus tem um plano pra você e pra esta criança.

Apenas pense direito, com calma e humanize o ser humano que esta dentro de você!

Que Deus lhe abençoe, lhe ilumine, traga a paz que você tanto precisa.

Ass:. Uma mãe da 2 crianças, que, quando engravidou do caçula sofreu pressão pra abortar, o doador de esperma fez da minha vida um inferno, minha família me despejou e eu encontrei, pessoas boas de coração que doaram desde sabonete a berço… Me doaram amor, compreensão e um colo amigo! E hoje, é a mulher mais completa e realizada do mundo, com muitos planos que antes não existiam.

Deus tem um plano para cada um de nós. E, como dizia Shakespeare: “”Há mais mistérios entre o céu e a terra do que a vã filosofia dos homens possa imaginar”.

Que o Senhor lhe acompanhe em pensamento, palavras e coração!

 

About Camila Abdo

Jornalista (MTB - 0083932/SP; Associação Brasileira de Jornalista -ABJ- 2457) , com cursos nas áreas de jornalismo digital, jornal impresso, fundamentos do jornalismo, jornalismo investigativo, assessoria de imprensa e comunicação interna. Estudante de direito (Unip) e história (Anhanguera), possuo diversos cursos de especialização na área de psicologia/psicopatologia, entre eles: urgências psiquiátricas, perícias criminais, psicopatologia da infância e adolescência, transtornos de personalidade, terapia cognitivo-comportamental, psicanálise: teoria e técnica, gestalt terapia, criminologia, sexualidade - normal e patológica, psicofarmacologia, psicologia forense, neuroanatomia, abuso sexual infantil, predadores sexuais, psicologia social e violência doméstica, enfermagem em saúde mental, medicina legal e psicologia penitenciária. Certificado INBOUND pela HUBSPOT ACADEMY. Meu canal: https://www.youtube.com/c/CamilaAbdoCalvo

View all posts by Camila Abdo →

4 Comments on “Margaret Sanger – Eugenista e ícone feminista. Criadora da Parenthood que vendia órgãos e tecidos de bebês assassinados.”

Deixe uma resposta