Bolsonaro visita Ásia para conhecer o Sistema de educação do Japão e Coréia do Sul.

Spread the love


Vídeo com a recepção e a palestras completas

Bolsonaro é recebido o Japão aos gritos de ‘mito’.

Bolsonaro, pré-candidato está na Ásia para conferir o sistema educacional japonês e coreano. A viagem foi financiada por meios próprios. Não há dinheiro público envolvido na empreitada por conhecimento para transformar o Brasil em um pais melhor.




O deputado federal e pré-candidato Jair Bolsonaro é ovacionado em sua chegada em Hamamatsu, cidade na qual vivem cerca de 9.000 brasileiros.

 

Em um frio de 5ºC, centenas de brasileiros compareceram na manhã de domingo (25.fev.2018) a estação de trem de Hamamatsu, no Japão. Com uma recepção calorosa pelos residentes local, Bolsonaro desembarcou na estação de trem, acompanhado com uma comitiva de 8 pessoas, sendo Carlos, Flávio e Eduardo Bolsonaro, Onyx Lorenzoni, o deputado Luiz Nishimori e os professores Abraham Bragança de Weintraub e Artur Bragança de Weintraub.

 

Como sinal de respeito, Bolsonaro foi presenteado com um chapéu de bambu típico do Japão, que na qual manteve-o em sua cabeça.

 

Bolsonaro na Ásia

 

O pré-candidato e atual deputado federal, desembarcou em Tóquio na sexta-feira (23.fev.2018) para conhecer a cultura de educação exercida no Japão e na Coreia. O retorno do presidenciável está marcada para o dia 02.Março.2018.

 

Bolsonaro iniciou seu discurso no restaurante Servitu, onde era esperado por uma plateia de 350 pessoas, batendo continência para a bandeira japonesa e elogiando o país na comparação com o Brasil. Um trecho do discurso de Bolsonaro:

“Quando olhamos para o Nosso Brasil, vemos que temos tudo, riquezas minerais, biodiversidade, energia hidráulica, eólica, solar, costas maravilhosas, mas temos uma política lamentável”, afirmou o pré-candidato, segundo a Folha de SP.

 

Após o termino da palestra, os brasileiros que pagaram cerca de R$ 150,00 reais (5 mil ienes) pela entrada, elogiaram o deputado. Fabio, morador da região, ressalta que está indignado com a situação do pais e diz que, “se o eleitor não acordar, vai sucumbir e cair na mesmice”.

 

Já Akira Tanouye, acredita que o Bolsonaro é “…uma pessoa verdadeira e quer consertar o Brasil, melhorar o setor da segurança, a proteção às mulheres e isso é importante”.

Com o título de eleitor em dia, ele declarou que vai votar no deputado.

 

Onyx Lorenzoni

 

O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que integra a comitiva de Bolsonaro, falou ao Poder360 sobre a recepção na cidade japonesa de Oizumi (a 90 km a noroeste da capital Tóquio).

“Tivemos uma recepção entusiasmada da comunidade nipo-brasileira. Os brasileiros se manifestaram com muito carinho, com muita esperança a respeito da futura candidatura dele e pedindo para que ele arrume o Brasil porque eles querem voltar”, disse.

O deputado foi recebido com um coro que gritava “mito” e “1, 2, 3, 4, 5, 1.000, queremos Bolsonaro presidente do Brasil”.

“A ideia da viagem é buscar compreender como esses países que investiram tanto em educação, que métodos usaram, que princípios foram empregados, qual a sistemática, tanto em educação básica como em educação média. E também 1 enfoque muito forte na educação superior do ponto de vista da geração de novas tecnologias”, afirmou Lorenzoni ao Poder360.

 

Na 3ª feira, Bolsonaro segue para a Coreia do Sul e depois para Taiwan.



Deixe uma resposta