Aécio Neves recebeu R$ 50 milhões em propina através da empresa de Luciano Huck e Alexandre Accioly

Aécio Neves recebeu R$ 50 milhões em propina através da empresa de Luciano Huck e Alexandre Accioly

Spread the love

Segundo delatores da Odebrecht e Andrade Gutierrez, empresa que Luciano Huck tem como sócio Accioly, forneceu R$ 50 milhões por meio de uma conta offshore em Cingapura.

 

Em notícia pouco vinculada pela mídia, em 23.dez.2017, a Odebrecht e Andrade Gutierrez ampliaram o leque de informações sobre pagamentos ilegais feitos ao senador Aécio Neves (PSDB-MG). Segundo informações, o tucano recebeu R$ 50 milhões por meio de uma conta offshore em Cingapura, informam as construtoras. O tucano foi delatado em colaboração premiada.

 




A Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Polícia Federal (PF) encontraram novos indícios que, de acordo com os investigadores, reforçam a suspeita de que Aécio Neves recebeu propina para favorecer as empreiteiras na construção da Usina Santo Antônio, no Rio Madeira, em Rondônia.

 

Os executivos das duas empreiteiras corroboram as informações e confirma que o tucano recebeu R$ 30 milhões repassados pela Odebrecht e R$ 20 milhões pela Andrade Gutierrez.

 

Henrique Valladares, ex-executivo da Odebrecht, afirma que o dinheiro foi repassado por meio de uma conta vinculada ao empresário Alexandre Accioly.

 

Em depoimento á PF, Flávio Barra, ex-executivo e delator da Andrade Gutierrez, confirmou o repasse por meio de contrato com a Aalu Participações e Investimentos, empresa controladora da rede de academias Bodytech, que tem como sócio o apresentador da Rede Globo, Luciano Huck.

O sócio de Huck, Accioly, também é acusado de intermediar os repasses para Aécio Neves, que, por usa vez, e amigo da Rede Globo.

 

A Odebrecht apresentou os comprovantes de depósitos bancários a Aécio Neves.

 

Em depoimento, Valladares ainda afirma que encontrou Aécio e Accioly em um restaurante no Rio de Janeiro, em companhia de Diogo Mainardi, dono do Blog “Antagonista”, que tem como sócio a empresa Empiricus.

 

Henrique Valladares, afirma que: “Eu tinha ido para aquele restaurante, Gero, com a minha esposa para jantar. E estavam lá Aécio Neves sentado com Accioly, mais o cara que faz o Manhatann Connection… o Diogo Mainardi. Estavam reunidos na mesma mesa.”




Diogo Mainardi

 

Diogo Mainardi, entusiasta da candidatura a presidência de Luciano Huck, negou que estivesse reunido com Aécio e Accioly.

Segundo Mainardi, ele somente cruzou com Accioly e Aécio no restaurante Gero (mais de uma vez) e os cumprimentou.

Ressalta que não teria o menor problema em admitir jantar com os delatados, porém, a citada reunião é mentirosa.

2 thoughts on “Aécio Neves recebeu R$ 50 milhões em propina através da empresa de Luciano Huck e Alexandre Accioly

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido
%d blogueiros gostam disto: